Por que produzir cosméticos orgânicos e naturais?

Por que produzir cosméticos orgânicos e naturais?

Por que produzir cosméticos orgânicos e naturais

Os consumidores estão cada vez mais buscando produtos que são referência no mercado e que possam proporcionar segurança quando usados. Desde o mês de maio deste ano, os cosméticos orgânicos e naturais têm registrado alta em procuras no Google, o maior buscador do mundo. 

Além dessa procura já ser uma tendência, a pandemia da Covid-19 contribuiu para que itens certificados ganhassem ainda mais espaço por serem auditados e analisados rigorosamente. Os cosméticos orgânicos e naturais podem evitar alergias e irritações causadas por ingredientes nocivos utilizados nos convencionais. 

O selo atesta que estes cosméticos sejam, de fato, o que dizem ser, e é um diferencial para a indústria. Em uma era onde a prática enganosa de greenwashing – conhecida como lavagem verde – cresce constantemente, algumas empresas acabam se apropriando de virtudes ambientalistas para promover o seu produto. 

Os termos “orgânico” e “natural” vêm sendo usados por algumas indústrias que não oferecem a transparência necessária ao consumidor, e também não provam que os processos de produção ou os ingredientes utilizados são realmente condizentes com as expressões.

 

Mercado verde em ascensão

Um mercado que começou tímido, mas está em ascensão é o dos cosméticos orgânicos e naturais. Estima-se que o comércio global destes produtos atinja um valor de US$ 48,04 bilhões até 2025, de acordo com um relatório recente publicado pela Grand View Research. 

Estes produtos sustentáveis beneficiam o uso de matérias-primas locais e reduzem os impactos negativos no solo, já que levam em conta as boas práticas ambientais. Um selo de certificação internacional atrelado a uma marca assegura a regulamentação das informações levadas ao consumidor. 

O selo COSMOS – certificação de cosméticos orgânicos e naturais da Ecocert, que é a maior certificadora do mundo – é uma oportunidade para acessar este caminho promissor, inclusive para os pequenos mercados.

As empresas Surya Brasil , Souvie e Arte dos Aromas, por exemplo, já exibem em suas embalagens o selo COSMOS como forma de atrair o consumidor mais engajado com o assunto e contribuir para o futuro do meio ambiente. 

 

O que pode ter nos cosméticos orgânicos e naturais?

Os cosméticos orgânicos e naturais parecem ser a mesma coisa, mas existem algumas diferenças entre eles, como o uso de agrotóxicos, corantes, entre outros. Inclusive, a certificação de natural não serve para o orgânico. 

Os cosméticos orgânicos são produzidos com base na sustentabilidade, em um local que não é utilizado pesticida ou organismos geneticamente modificados. Existem apenas seis tipos de sínteses (ingredientes sintéticos) que podem ser utilizadas em conformidade com a certificação COSMOS. 

Esses ingredientes levam em consideração os princípios da química verde, já que são muito parecidos com ingredientes naturais e/ou de fácil decomposição pelo meio ambiente.

O selo COSMOS orgânico indica que o produto deve ter entre 10 e 20% de ingredientes orgânicos no total do produto incluindo a água, por outro lado, é necessário ter 95% dos PPAI’s de origem orgânica – que são agroingredientes fisicamente transformados, como óleos vegetais, essenciais, de manteiga, entre outros.

A produção dos cosméticos orgânicos e naturais exige algumas particularidades: a classificação dos insumos utilizados e a verificação detalhada de cada um deles, além da verificação da composição e origem exata desses ingredientes. Só é permitido realizar procedimentos químicos e físicos autorizados.

Além disso, as embalagens precisam ser de material que possa ser reciclado, buscando preservar o meio ambiente sem induzir ao desperdício. Os produtos não podem conter fragrâncias e corantes sintéticos, assim como a realização de testes em animais. Ingredientes de origem animal somente são liberados caso não gerem dor e sofrimento para a extração, como mel e leite.

O selo COSMOS natural não exige um percentual mínimo de produtos orgânicos, mas caso haja o interesse em certificar os cosméticos naturais também como orgânicos, eles precisam ter entre 10 e 20% de ingredientes orgânicos na composição.

Para certificar, acesse o referencial COSMOS e verifique as especificidades e solicite um orçamento

 

Publicado em
Categorias:
Cosméticos
Nenhum comentário

Comentar

Top