Cosméticos orgânicos, naturais ou veganos: qual a diferença?

Cosméticos orgânicos, naturais ou veganos: qual a diferença?

O consumo dos produtos orgânicos já deixou de ser um nicho de mercado para dar lugar a uma tendência entre os consumidores mais exigentes, preocupados com a sustentabilidade e com a procedência das matérias-primas utilizadas nos produtos. Por isso, além dos alimentos, os cosméticos orgânicos vêm ganhando mais espaço entre os adeptos. Mas você sabe a diferença entre os orgânicos, naturais ou veganos? 

Eles têm uma proposta similar: oferecer produtos de qualidade em harmonia com o ambiente natural. Algumas empresas já nascem com este propósito, outras já consolidadas procuram se adequar às preferências do cliente para assumir uma fatia do mercado global de cosméticos orgânicos que deverá chegar aos US$ 25,11 bilhões até 2025, segundo relatório da Grand View Research. Este é um reflexo de uma sociedade mais preocupada com o meio em que vive e com a própria saúde.

Em pesquisa sobre o consumo de produtos orgânicos no Brasil, foi possível identificar que 84% dos entrevistados compram orgânicos por motivos de saúde, diferente do que ocorre com os itens naturais ou veganos. Por isso, preparamos este artigo que vai explicar a diferença entre cada um deles. Na maioria dos países, não há regulamentações específicas, mas existem organizações nacionais e internacionais que desenvolveram normas e padrões próprios e que se tornaram referenciais para a emissão de certificações.

 

Cosméticos orgânicos

A Ecocert Brasil foi uma das primeiras empresas a obter o credenciamento junto ao MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) como certificadora de produtos orgânicos, conforme a Norma Brasileira de Orgânicos. Quando um produto recebe o selo da Ecocert, ele poderá utilizar o termo ‘Orgânico’ em sua embalagem e, para isso, precisa ter 95% ou mais de ingredientes orgânicos em sua receita. Para produtos com 70% a 95% de ingredientes orgânicos, o rótulo deve apresentar os dizeres ‘Produto com ingredientes orgânicos’. Abaixo deste percentual não é considerável nenhuma alusão à qualidade.

No caso dos cosméticos orgânicos, eles são produzidos com base na sustentabilidade e sua matéria-prima é proveniente de uma agricultura sem uso de pesticidas ou organismos geneticamente modificados,. Estes produtos não podem conter substâncias químicas sintéticas – que sejam desenvolvidas em laboratórios, por exemplo. As certificadoras, que atuam internacionalmente nessa área, já desenvolveram processos rígidos de fiscalização e de rastreabilidade dos insumos utilizados na fabricação de produtos orgânicos.

A diferença entre os alimentos e os cosméticos orgânicos é que os certificados passam por um processo de verificação desde a origem. Veja como funciona:

  • Para certificar um óleo essencial de alecrim, por exemplo, toda sua cadeia produtiva é inspecionada;
  • O alecrim precisa ser orgânico, certificado de acordo com os critérios dados pela regulamentação oficial;
  • O processamento – como produtos de limpeza de maquinário – também precisa estar de acordo com os critérios orgânicos; 
  • Uma auditoria verifica a conformidade em outros pontos do processo, como o envase, para que não ocorra a contaminação ou contato com insumos não orgânicos ou não permitidos. 

 

Cosméticos naturais

O processo pode parecer similar ao dos cosméticos orgânicos, mas os naturais exigem algumas particularidade exigidas pelas certificadora: o conceito abrange a água, minerais e ingredientes de origem mineral, como agroingredientes fisicamente e quimicamente processados. Um ingrediente classificado como ‘natural’ pode ser utilizado desde que sejam respeitados os processos químicos e físicos autorizados. 

Além dos ingredientes permitidos, as embalagens também estão entre os requisitos para a certificação e as empresas somente poderão usar as que podem ser recicladas. É um conceito que visa a preservação do meio ambiente e promove a circulação de produtos e serviços, para que não haja desperdício e nada seja jogado fora. Para se adequar, as empresas têm procurado inovações em biotecnologia para ingredientes e embalagens. 

Também não são permitidos nanomateriais, como fragrâncias e corantes sintéticos, e testes em animais – estes somente são liberados caso não gerem dor e sofrimento ao animal para sua extração, como mel e leite. Caso a indústria deseje certificar os cosméticos orgânicos também como naturais, eles precisam ter 20% de ingredientes orgânicos na composição. 

 

Cosméticos veganos

Alguns consumidores acreditam que um cosmético vegano é o mesmo que natural, mas eles são diferentes. Ele é, em partes, natural por não utilizar nenhum tipo de matéria-prima animal ou testada em animais, mas existem outras normas que precisam ser seguidas para ser certificado como vegano. Por exemplo, se um cosmético possui 100% de ingredientes sintéticos (de origem petroquímica), ele é vegano, pois não há ingredientes de origem animal em sua formulação, mas não é natural. 

Para certificar um cosmético como vegano, a marca precisa estar em conformidade com a Sociedade Vegetariana Brasileira. Hoje em dia, as empresas estão buscando na tecnologia formas de substituir itens de origem animal para chegar aos clientes que seguem o veganismo. São estudadas novas formas de produção, o processamento e uso de insumos, o controle de pragas no campo e até o desenvolvimento de novos ingredientes com alta eficácia. 

Vale reforçar que um produto certificado recebe uma avaliação imparcial de toda a cadeia, da origem até a produção, e respeita os critérios de desenvolvimento sustentável. Desta forma, sendo o meio ambiente tratado de forma mais respeitosa, há benefícios adicionais à própria saúde, que vão além do próprio uso do produto. 

Se interessou pelo assunto? Solicite um treinamento, consultoria ou certificação para sua empresa.  

Publicado em
Categorias:
Cosméticos, Orgânicos
2 Comentários
  • Márcio Oshiro
    Publicado em 14:22h, 29 julho Responder

    Adoro essa tendência de cosméticos naturais, orgânicos e veganos. A Ecocert vem sendo uma certificadora muito importante mundialmente nisso.
    Cada vez mais tenho buscado produtos naturais e veganos e os cosméticos são importantes nisso. Encontrei um site que tem uma boa variedade: http://www.belascosmeticos.com.br

    • mariella
      Publicado em 14:53h, 24 agosto Responder

      Olá, Marcio! Ficamos honrados com seu comentário. Continue nos acompanhando 😉

Comentar

Top