Conheça os principais tipos de certificação orgânica e escolha o ideal para sua produção

Conheça os principais tipos de certificação orgânica e escolha o ideal para sua produção

Para agricultores que respeitam o meio ambiente e preocupam-se com a qualidade do que produzem, não faltam razões para buscar a certificação orgânica – existem, entretanto, diferentes tipos de certificação orgânica.

Identificada por um selo que é impresso na embalagem do produto, a certificação orgânica atesta que o alimento em questão foi gerado de acordo com as normas da produção orgânica sustentável. Ou seja, sem agrotóxicos, fertilizantes e outras substâncias químicas e com total respeito aos animais, aos humanos e à natureza.

Trata-se do selo SisOrg, do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica – órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que é responsável por identificar produtos e fiscalizar o mercado de orgânicos nacional.

Assim, o agricultor que conquista a certificação orgânica passa a assegurar com absoluta segurança que a produção do seu alimento seguiu os padrões éticos e legais determinados pelo MAPA. 

Além de oferecer credibilidade e confiança, a certificação orgânica ainda resulta em uma produção mais econômica e eficiente.

Para conquistar o direito de ostentar o selo de certificação orgânica e obter tais benefícios, o agricultor deve ser registrado no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos – um registro que só é possível depois que o produtor busca um dos três tipos de certificação orgânica que existem no Brasil.

Continue conosco para conhecer os tipos de certificação orgânica!

Certificação por Auditoria

Dos três principais tipos de certificação orgânica disponíveis, a certificação por auditoria é a que traz mais benefícios para o produtor. 

Nesta opção, a certificação orgânica é concedida por uma certificadora pública ou privada e devidamente registrada junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A certificação por auditoria segue critérios internacionais de produção orgânica adaptados à legislação brasileira e consiste em inspeções regulares na empresa para que a produção seja continuamente examinada.

Quando as atividades estão em conformidade com as normas da produção orgânica, o produtor conquista a certificação orgânica e ganha o direito de utilizar o selo SisOrg.

Sistema Participativo de Garantia (SGP)

O Sistema Participativo de Garantia (SPG) é baseado no controle que os próprios membros realizam para garantir que todos os participantes cumpram as regras da produção orgânica. 

Neste tipo de certificação orgânica, um grupo de pessoas (produtores, consumidores, outros interessados) unem-se em um só registro junto ao MAPA e formam um Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade (Opac).

Por meio do OPac, o grupo realiza visitas e fiscalizações nas propriedades de todos os participantes.

Quando tudo está em conformidade, o SGP também garante o direito de utilizar o selo SisOrg – o produtor deve, no entanto, ter participação ativa no sistema e sempre seguir as normas, sob pena de perder a certificação orgânica em caso contrário.

Controle Social na Venda Direta

Este tipo de certificação orgânica é voltada para agricultores familiares que realizam somente venda direta em feiras, em domicílio ou para instituições públicas. Para tanto, o produtor deve estar incluído em uma Organização de Controle Social (OCS) registrada junto ao MAPA.

A OCS é um grupo ou uma cooperativa de agricultores que mantêm um cadastro com os dados do produtor e da propriedade e que, quando em conformidade com os órgãos fiscalizadores, fornece uma declaração que comprova a produção orgânica. Contudo, o Controle Social na Venda Direta não dá ao agricultor o direito de utilizar o selo SisOrg em seu produto ou de vendê-lo a supermercados.

Porque a certificação por auditoria é tão importante?

Dos três tipos de certificação orgânica existentes no Brasil, a Certificação por Auditoria se destaca. Concedida por organismos de inspeção e certificação como a Ecocert, a Certificação por Auditoria segue critérios internacionais de produção orgânica e ajuda até a otimizar a produção.

Uma vez que o produtor ajuste eventuais pontos de sua operação, quando necessário, ele pode então manter os devidos registros ao longo do ano e focar seu precioso tempo em produzir com qualidade e comercializar sua produção!

Ao ter o olhar externo da certificadora, o produtor ou empresa conta com uma oportunidade única de melhorar e otimizar suas práticas e com isso, indiretamente melhorar o controle da sua produção, incluindo evitar desperdícios, perdas e também melhorar sua performance do negócio, ao aumentar sua lucratividade.

Com a Certificação por Auditoria da Ecocert, o produtor conquista a certificação orgânica e o direito de utilizar o selo de produto orgânico nas embalagens de seus produtos ao mesmo tempo em que obtém mais economia e eficácia na produção.

→ Baixe agora mesmo o Guia Prático de Certificação de Orgânicos!

Publicado em
Categorias:
Certificações
Nenhum comentário

Comentar

dois × 3 =

Top